(17) 3323-7183 / 99732-7635 comercial@ergocompany.com.br

A nova NR 17 – Ergonomia, dentro de seus avanços normativos, está estabelecendo um novo desafio para os profissionais de SST, que é a Avaliação Ergonômica Preliminar.

Trata-se de uma avaliação ergonômica de todas situações de trabalho, que não deve ser entendida enquanto “simples, superficial, generalista ou tão pouco simplista, no sentido estrito da palavra, ou seja, deixar de lado os aspectos fundamentais dos objetivos, a que ela se propor.” (Saiba mais)

Neste sentido, faz-se por desafio a construção de um processo metodológico que garante ao profissional seguir e atender os macroprocessos para um Gerenciamento de Riscos Ocupacionais (GRO):

  1. Identificar os perigo ou fatores de riscos
  2. Avaliar os riscos associados
  3. Controlar os Risco

Contudo, pode-se imaginar um modelo documental para o registro das informações, uma vez que, a Avaliação Ergonômica Preliminar (AEP), além de atender as determinações enquanto um processo avaliativo associado a uma estratégia de gestão de risco, também, adquire status documental.

O Modelo de Avaliação Ergonômica Preliminar – versão short 1.0 – foi desenvolvido com o objetivo de dinamizar, parte do processo documental de uma AEP.

Este modelo, compõe parte das estratégias documentais do Método Ergo Easy® de Mapeamento Ergonômico. (Saiba mais)

Download do Arquivo | Cadastre-se e receba o arquivo em seu endereço de e-mail

Sobre o autor

Anderson Freitas
Graduado em Educação Física. Mestre em ciências pelo Hospital de Câncer de Barretos (Hospital de Amor). Especialista em Ergonomia (Senac-SP – campus Ribeirão Preto). Professor convidado do curso de Pós-graduação em Ginástica Laboral e Ergonomia (FMU). Profissional Delegado do Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo (CREF4/SP). Diretor Administrativo da Associação Brasileira de Ginástica Laboral

Abrir Chat
Precisa de Ajuda?